Banner
Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 13:16
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757
UNIVERSIDAD CENTRAL DEL PARAGUAY

Notícias


Castigo de 4 horas em alunos atrasados vira caso de polícia na Capital

Data da publicação: 17/05/2017 à00 12:14


Cerca de 33 alunos teriam sido trancados na biblioteca do Escola Estadual Hércules Maymone como uma forma de castigo por chegarem atrasadas durante as aulas do período vespertino, durante a semana passada. O grupo teria ficado das 13 até às 17 horas sem poder sair da sala, se alimentar, ou tomar água.

O caso teria acontecido no dia 10 de maio, quarta-feira passada. Uma das alunas de 14 anos chegou a procurar a polícia e para registrar o caso. Ela contou que cursa o 9º ano do ensino fundamental, e no dia do ocorrido não chegou a tempo da aula por conta do ônibus, que atrasou.

Ele e os outros colegas na mesma situação então foram colocados pelo diretor da escola dentro da biblioteca e deixados trancados das 13 às 17h17. Na denúncia recebida , os estudantes alegam que durante esse tempo não conseguiram tomar água, se alimentar ou ir até o banheiro. Muitos ainda precisaram ficar sentados no chão, já que a sala não tinha cadeiras para todos.

A reportagem entrou em contato com a Depca (Delegacia Especilizada de Proteção à Criança e ao Adolescente), que investiga a situação. De acordo com o delegado Paulo Sérgio Lauretto, o diretor da escola será ouvido e o caso é tratado como “submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento”, que tem pena de seis meses a dois anos de detenção.

Em nota, a SED (Secretaria Estadual de Educação) disse que no dia em questão, a escola promovia uma palestra e, para que o evento não fosse interrompido, os estudantes foram aguardar na biblioteca, porém, a SED negou que os estudantes estivessem trancados.

“ A porta não estava trancada e os estudantes tinham liberdade de ir ao banheiro ou beber água”, informa o texto.

A secretaria afirmou também que “os estudantes que chegaram atrasados são reincidentes e, por isso, receberam advertências que foram devidamente assinadas”.

Fonte:Assessoria.


Busca
Último evento
Entrevistas