Banner
Domingo, 20 de Agosto de 2017 - 20:41
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757
UCP

Notícias


Entidades estão há cinco meses sem receber repasses do Estado, adverte Kemp

Data da publicação: 18/05/2017 à00 10:03


Kemp argumentou que as entidades civis foram criadas para responder às demandas da população por bens e serviços cujo provimento era dever estatal.

Agência ALMS
 
 
Foto: Victor Chileno - ALMSFoto: Victor Chileno - ALMS

Algumas entidades sociais de Mato Grosso do Sul estão há cinco meses sem receber os recursos dos convênios por parte do Governo do Estado. Na sessão desta quarta-feira (17/5), o deputado estadual Pedro Kemp (PT), usou a tribuna para cobrar urgência nos repasses. O líder do Executivo na Assembleia Legislativa, Professor Rinaldo (PSDB), informou que a administração estadual está empenhada em finalizar a liberação dos fundos.

Kemp argumentou que as entidades civis foram criadas para responder às demandas da população por bens e serviços cujo provimento era dever estatal. Para ele, diante do papel das instituições, o mínimo é o pagamento em dia dos repasses ‘carimbados’ do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e do Fundo de Investimento Social (FIS).

"Muitas entidades não receberam um centavo e estão funcionando graças às festas, bingos, pasteladas, rifas e contribuições de voluntários. Todos os anos enfrentam o mesmo problema. O Governo do Estado precisa se organizar e acabar com esses atrasos. Fazemos um apelo para que a administração atual resolva isso com urgência, caso contrário as instituições correm o risco de fecharem as portas", alertou Kemp.

Os deputados Dr. Paulo Siufi (PMDB), Antonieta Amorim (PMDB), Zé Teixeira (DEM) e João Grandão (PT) apoiaram a reivindicação em defesa das entidades. Professor Rinaldo garantiu que a maioria dos convênios teve os recursos empenhados e que o Governo tem como prioridade a questão social.


Busca
Último evento
Entrevistas