Banner
Domingo, 24 de Setembro de 2017 - 22:41
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757
UCP 2018

Notícias


Mundial sub 21: Virada incrível dá bicampeonato ao Brasil nos dois naipes com direito a recorde

Data da publicação: 17/07/2017 à00 09:18


Duda (esq) e Ana Patrícia no lugar mais alto do pódio em Nanquim (Divulgação/FIVB

O vôlei de praia brasileiro quebrou mais uma marca impressionante pelo mundo. Duda/Ana Patrícia (SE/MG) e Adrielson/Renato (PR/PB) venceram duplas russas e conquistaram na manhã deste domingo (16.07) os títulos do Campeonato Mundial Sub-21. O Brasil, que era campeão da edição passada, se tornou o primeiro país a repetir a conquista nos dois naipes.

O Brasil se mantém como maior vencedor do Campeonato Mundial Sub-21, agora com impressionantes 14 títulos, sendo seis no masculino e oito no feminino (veja todos os campeões abaixo). Ana Patrícia e Duda chegam ao bicampeonato e se igualam a outras quatro atletas: as brasileiras Bárbara Seixas, Carol Solberg e Taiana, e a suíça Nina Betschart.

Duda e Ana Patrícia também possuem uma marca importante. Em três torneios atuando juntas, três títulos e 23 vitórias. Nunca foram derrotadas estando lado a lado.

"Estou muito feliz, todos os torneios que disputamos juntas, conquistamos o ouro. Foi assim nos Jogos Olímpicos da Juventude, no Campeonato Mundial Sub-21 de 2016, e agora novamente este ano. Nós temos uma química muito boa e não tenho palavras para descrever quão feliz estou com esse resultado", disse Duda.

"Não treinamos juntas, mas ainda temos um entrosamento muito bom e nos entendemos bem dentro da quadra. Acredito que é por isso que estamos indo bem juntas. Nós olhamos adiante, temos uma boa relação fora de quadra também. Nanquim nos dá muita sorte", completou Ana Patrícia, lembrando que na cidade elas foram campeãs dos Jogos Olímpicos da Juventude.

Adrielson e Renato (dir) comemoram ouro do Campeonato Mundial Sub-21 (Divulgação/FIVB)

Já Renato e Adrielson, sobem ao pódio do Mundial Sub-21 pela primeira vez. O paraibano Renato já era campeão mundial Sub-19, mas jogando ao lado de outro parceiro, Rafael. Agora, novamente sobe ao lugar mais alto em outra categoria.

"Estamos muito felizes, é sempre um prazer ganhar. Eu quero agradecer a todos que me apoiam o tempo todo. É muito especial para mim toda vez que represento o Brasil. É uma vitória excelente para nosso país e minha carreira. Ter vencido o Sub-19 e agora o Sub-21 é fantástico. A partida foi difícil no começo, não conseguia me encontrar. Mas meu parceiro estava bem no jogo e me ajudou", declarou Renato.

"Este ouro realmente mostra o quanto nós treinamos e como damos nosso máximo em cada jogo. Agora é só comemorar", completou Adrielson.

A final masculina contou com virada espetacular de Adrielson e Renato, que perdiam o primeiro set por 20 a 15, salvaram vários set points e viraram para 22 a 20. No segundo, também estiveram dois pontos atrás durante um período, mas novamente virara e fecharam o triunfo por 2 sets a 0 (22/20, 21/17), em 40 minutos, sobre os russos Kramarenko e Ivanov. O bronze ficou com os letões Smits e Samoilovs.

Já a conquista de Ana Patrícia e Duda contou com uma vitória esmagadora, sem nenhuma chance para as russas Nadezda Makroguzova e Svetlana Kholomina: 2 sets a 0 (21/15, 21/13), em rápidos 31 minutos de jogo. As brasileiras estiveram na liderança do placar em toda a partida e confirmaram o favoritismo pelos recente titulos. O bronze ficou com as norte-americanas Kathryn Plummer e Milica Mirkovic.

Fonte:Assessoria.

Busca
Último evento
Entrevistas