Banner
Terça, 16 de Outubro de 2018 - 12:25
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757
ucpooo

Notícias


Cinco escolas animaram a primeira noite de desfiles em Corumbá

Data da publicação: 12/02/2018 à00 09:30


O primeiro dia de desfile das Escolas de Samba de Corumbá teve chuva, mas não acabou com a animação da festa. Cinco agremiações passaram pela avenida do samba corumbaense neste domingo (11).

A primeira foi a Unidos da Major Gama, que homenageou o paulistano radicado na Cidade Branca, José Antônio Garcia, o Tanabi. Personalidade que há mais de quatro décadas contribui para o desenvolvimento e reconhecimento da cultura corumbaense

Vice-campeã do grupo Especial no ano passado, a Mocidade Independente da Nova Corumbá foi a segunda na avenida e apresentou as cores, a vibração, a cultura e a beleza do povo cigano. Com o tema “Optchá, sob um céu de estrelas a sorte da Mocidade”, a escola mostrou a lenda por trás do povo, o misticismo que envolve a mulher cigana e a história da tradição. “Optchá”, na língua cigana significa “Salve”.

A Pesada foi a terceira agremiação a desfilar ontem. A importância da Cidade Dom Bosco e do padre Ernesto Sassida foram exaltadas pela escola. A história do religioso e o legado de sua obra foram mostrados nos carros alegóricos e nas fantasias dos mil componentes. “Cidade Dom Bosco, o Reino do Amor” foi o enredo.

Penúltima a desfilar, a Acadêmicos do Pantanal homenageou a mais antiga escola de samba de Corumbá, a Império do Morro, que completa 60 anos de criação em 2018. Com o enredo “A Pantanal é verde e rosa e celebra 60 páginas de glórias”, a escola cantou na avenida as seis décadas de tradição da Império.

Por fim, quem fechou o primeiro dia de desfile foi a Caprichosos de Corumbá. Com o enredo “Debochar e libertar: A Caprichosos manda para os Quintos a ambição de quem não trabalha ou inventa. O povo não sustenta” a escola tratou, de modo leve e bem humorado, da questão dos impostos, que desde a época do império até os tempos atuais o brasileiro tem de pagar. Abordou ainda os níveis de corrupção no país.

 

Fonte:Assessoria.


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas