Banner
Terça, 18 de Setembro de 2018 - 17:21
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757
UNIVERSIDAD CENTRAL DEL PARAGUAY

Notícias


Com jeitinho mineiro, novo café tem bolo caseiro e grão da Serra da Mantiqueira

Data da publicação: 09/07/2018 à00 10:02


Fernando Silva Barbosa da Costa Silva é o barista do Cheirin Bão e sabe tudo sobre café! (Foto: Fernando Antunes)

Em uma galeria na rua Amazonas, um charmoso empório e café aberto há 20 dias em Campo Grande chama atenção pelo nome mineirinho: Cheirin Bão. Além de ser possível tomar um café de verdade, da direto da Serra da Mantiqueira, colhido de forma correta e selecionado, ao entrar ali os clientes ganham uma verdadeira aula sobre o grão.

 

O tipo de preparo, se é no filtro, espresso ou na prensa francesa, e os diferentes sabores que cada um desses proporcionam à bebida. O tipo de grão, se microlote, moca ou simples, e a gramatura que o pó precisa ter para chegar até o sabor desejado.

 

Tudo isso é detalhado pelos proprietários do espaço, o casal Fernando Silva da Costa e Flávia Beatris Rech da Costa, e pelo barista do café e filho dos dois, Fernando Silva Barbosa da Costa Silva. ''Nós não entendíamos nada de café até nos interessarmos pela ideia de ter um nosso próprio. Achamos essa franquia em Minas e trouxemos pra Campo Grande''.

Na taça é que os cafés gelados são servidos, enquanto que os quentes vem no copinho biodegradável. (Foto: Fernando Antunes)

Pouca gente conhece esse extenso mundo do café e todo o mercado que gira em torno dele. Mas mesmo com tudo isso, o Cheirin Bão mostra que é na simplicidade que o grão de cheirinho agradável ganhas as pessoas. No espaço, nada de luxo. A intenção é trazer o aconchego da casa da vovó, com combinações simples como salgados e bolos caseiros, deixando a única estrela do lugar brilhar: o café!

O melhor de tudo é o preço. No cardápio, nenhuma opção sai a mais de R$ 10,00, nem mesmo os especiais, como o Ice Cappuccino, queridinho dos clientes, que custa R$ 8,50 e vem com doce de leite na borda da taça. Os pretinhos nada básicos, como o "bão", um grão mais fraco, o "mió, um pouco mais pronunciado, inclusive os grãos exclusivos "microlote e o "moca" chegam a custar, no máximo, R$ 8,50.

"Temos cardápios rotativos e abrimos com o de outono inverno, em que dois cafés têm tido mais saída. É o Trem que Pula, com Cachaça de banana,  e o Coquinho Bão, com cocada cremosa", explica Flavia.  

Detalhes fazem a graça da bebida. (Foto: Fernando Antunes)Metodo de preparo da bebida é escolha do cliente (Foto: Fernando Antunes)

E talvez o ponto mais interessante do novo local é o menu degustação. Como se fosse um festival de sushis, só que de sushis, o cliente pode provar todos os sabores do cardápio fixo por um preço mais em conta do que se experimentasse um de cada vez, a R$ 18,50.

Num copinho biodegradável ao estilo Starbucks, o Cheirin Bão serve suas delícias. "Preferimos gastar tempo no atendimento do que lavando louças", completa Fernando.

Combos com salgados como pão de queijo, broas, e bolos, são uma opção para o lanchinho da tarde, e também custam menos de R$ 10,00.

E para quem gostar dos sabores deliciados, é possível levar o pó de qualquer um destes cafés para casa, moído na hora. Também compotas de doces caseiros variados, com 9 tipos de doces de leite, molhos de pimenta e cachaças.

O Cheirin Bão fica na Rua Amazonas, 1504. Funciona de segunda a sábado, das 8h às 19h. Para saber mais ligue (67) 3204-2231.

 

Fonte:Assessoria


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas