Banner
Quinta, 13 de Dezembro de 2018 - 07:51
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757
ucpooo

Notícias


Ponta Porã, será palco das gravações do filme "A Pele Morta"

Data da publicação: 11/10/2018 à00 09:14


\

Oitenta pessoas, entre atores, diretores e técnicos chegam, no próximo dia 17, em ponta Porã (MS) para gravar o filme "A Pele Morta", uma produção da Araçá Filmes. O roadmovie tem direção de Denise Moraes e Bruno Torres, e roteiro de Daniel Tavares.

A equipe irá realizar filmagens em alguns pontos da cidade. A história do filme tem início em Dourados, de onde os personagens Justo e Saulo viajam rumo à Ponta Porã e cruzam a fronteira do Paraguai por estradas clandestinas. A busca é "retratar as fronteiras do país e a multinacionalidade", destacou a diretora Denise Moraes.

Segundo Solange Lima, produtora do filme, na história, a paisagem natural e humana é tão personagem quantos os indivíduos que a percorrem.

Sinopse

"A Pele Morta" conta a trajetória de personagens em constante reinvenção. A bordo de um antigo caminhão de mudanças, um drama cinematográfico em plena estrada, onde a paisagem natural e social são tão personagens como os indivíduos que a atravessam: três almas inquietas que buscam romper com seus destinos, do Brasil ao Paraguai e à Bolívia, pelas veias abertas do coração da América do Sul.

Justo é um motorista uruguaio que acaba de ser despejado da oficina mecânica que ocupou durante décadas na fronteira brasileira. Decidido a buscar frete no interior do Paraguai, ele leva consigo o borracheiro Saulo, um jovem guarani-kaiowá da região de Dourados e que tem na força de sua rima o grito de seus irmãos. Quando conseguem serviço transportando uma mudança na direção do Chaco paraguaio, fronteira com a Bolívia, eles dão carona a Rosário, uma jovem paraguaia com a mochila nas costas, disposição para o trabalho e uma carta recebida da irmã.

Aos poucos, a cumplicidade entre eles enche de vida a boleia do veículo, abrindo estradas para a esperança e para tantos destinos possíveis, seja seguindo sempre em frente, seja regressando renovado à luta. Falado em português, espanhol e guarani, o filme é uma viagem pelas fronteiras invisíveis da América Latina, uma terra que se move, que pulsa e que levanta a voz.

Fonte: Assessoria


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas