Banner
Segunda, 12 de Novembro de 2018 - 14:55
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757
UNIVERSIDAD CENTRAL DEL PARAGUAY

Notícias


Força-tarefa encontra “gato” de energia até em emissora de rádio

Data da publicação: 09/11/2018 à00 15:46


Equipes fiscalizaram 4 locais do bairro Carandá Bosque (Daniele Valentim)

A Energisa, concessionária responsável pelo serviço de energia elétrica em Mato Grosso do Sul, realiza, nesta sexta-feira (9) operação contra os "gatos", ligações clandestinas de energia. A operação ocorrem em parceria com a 3ª DP (Delegacia de Polícia) no bairro Carandá Bosque. Até o momento, quatro locais foram fiscalizados, entre eles a rádio impacto MS.

As equipes avaliam três formas diferentes de fraudar o sistema de energia. Uma delas é através de um "jumper" no sistema, no qual a energia não circula no medidor e sim em uma "ponte". Outra forma acontece ao quebrar o medidor e puxar os fios para fazer o gato. Além dessas duas formas, consumidores também invertem os dispositivos de entrada e saída do medidor.

Na Rua Joselito, a fiscalização encontrou um medidor danificado na residência, mesmo caso de um escritório de advocacia na Rua Felix Jamil Naglis e da rádio na Rua Chafica Fatuche Abussafi. Em outra residência na Rua Fortuna, a fraude ocorreu pela inversão dos dispositivos de entrada e saída.

Segundo o gerente de combate a perdas da Energisa, Ercílio Diniz Flores, os equipamentos são retirados para análise técnica e depois enviados para o Inmetro."Não temos distinção de bairro A ou B, somos auxiliados por um sistema inteligente, que custou mais de R$ 15 milhões e detecta variação de consumo".

Segundo o gerente, além do sistema, a operação é motivada por denúncias da população. Ercílio também explica que não é possível que equipamento seja danificado sem a interferência de uma pessoa, porque a caixa de medicação é lacrada e protegida.

O gerente afirma que, além do crime da ligação irregular, os gatos representam uma concorrência desleal com o resto dos consumidores. Os proprietários, quando flagrados, assinam um TOI (Termo de Ocorrência de Irregularidade). Eles também são levados para a delegacia, onde o crime de furto de energia é registrado.

 

Fonte: Assesoria

Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas