Banner
Sexta, 22 de Março de 2019 - 14:23
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757
UNIVERSIDAD CENTRAL DEL PARAGUAY

Notícias


Atleta de MS de olho no 2º título no brasileiro

Data da publicação: 15/03/2019 à00 07:14


O Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino começa neste fim de semana, com 16 clubes e novo formato de disputa. A sul-mato-grossense Patricia Sochor busca seu segundo título da competição com a camisa do Santos. Depois de uma temporada 2018 modesta para as pretensões do clube, a meio-campista prevê esforço dobrado para voltar a levantar o troféu nacional. Patricia chegou em 2017 ao time feminino do Santos, também chamado de Sereias da Vila. Logo no primeiro ano de clube, a atleta nascida em Iguatemi e revelada pelo Comercial conquistou o título brasileiro, com direito a gol decisivo na final contra o Corinthians. A chegada da ex-treinadora da seleção brasileira, Emily Lima, para a temporada passada, cercou o time alvinegro de expectativas. Mas as Sereias da Vila caíram ainda nas quartas de final do Brasileiro e ficaram com o vice da Copa Libertadores. O prêmio de consolação foi o título paulista. “Ganhamos o paulista, batemos na trave na Libertadores e no Brasileiro acabamos saindo muito cedo. Então, este ano a ideia de todos é buscar os dois títulos [Paulista e Brasileiro], e pra isso ela [Emily Lima] já disse que o trabalho será em dobro, porque há equipes fortes e muitas equipes novas”, contou Patricia Sochor, em entrevista exclusiva ao Correio do Estado. As novas regras de licenciamento para participar de torneios da CBF, Conmebol e Fifa obriga os clubes a manter uma equipe profissional feminina própria, ou a associar-se a outro clube que já desenvolva a modalidade. A medida se enquadra no estatuto da Fifa, que exige posturas antidiscriminatórias no futebol. Como resultado, a Série A2 do Brasileiro feminino - divisão de acesso - saltou de 16 para 36 equipes, com clubes como Palmeiras, São Paulo, Grêmio e Fluminense. Na Série A1, o Athletico-PR se uniu ao Foz Cataratas-PR e “pulou” a segunda divisão. O Foz-Athletico será o adversário do Santos na estreia, domingo, às 14h (MS), no Estádio Chico Vieira, em Itapira (SP). REFORMULAÇÃO A meio-campista sul-mato-grossense é uma das remanescentes do reformulado elenco santista. Destaques de 2018, a meia Rosana e a atacante Chú deixaram a equipe. Por outro lado, chegaram reforços para todos os setores do campo. “Ano passado tínhamos uma elenco realmente muito forte e muito grande. É natural a saída de umas e chegada de outras. Acredito que as meninas que chegaram vão acrescentar muito dentro do esquema da Emily. São atletas que estão em alto nível, o que aumenta a competitividade entre nós e nos fortalece”, revelou. Patricia Sochor tem contrato até o fim do ano com as Sereias da Vila. Ela disse que recusou propostas de outros clubes do Brasil e do exterior. “Vi que ainda tinha mais um ano a ser cumprido no Santos, e o trabalho aqui é forte. Vou me preparar para, quem sabe se surgir uma oportunidade, ir para fora do Brasil no ano que vem”. (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Com passagens vitoriosas pela seleção brasileira de base, a jogadora quer fazer um bom primeiro semestre pelo Santos para pleitear uma vaga na equipe principal. Em junho, o time verde-amarelo disputa a Copa do Mundo feminina. “Acredito que estar lá seja consequência de um ano bom e um trabalho bem feito. Então, meu foco é o Santos, estar bem aqui, fazer um bom início de temporada pra quem sabe ter uma oportunidade de estar lá novamente. Mas, de qualquer forma, estarei torcendo para as meninas. O Brasil está carente desse título e seria muito bom para alavancar essa fase de renovação do futebol feminino”. Fonte:Assessoria

Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas