Banner
Domingo, 13 de Outubro de 2019 - 23:23
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757

Notícias


Bombeiros só tem uma viatura de resgate em Campo Grande

Data da publicação: 19/09/2019 à00 16:56


Apenas uma viatura de resgate do Corpo de Bombeiros está em atuação hoje em Campo Grande. O déficit é comum, mas nesta quinta-feira a situação é crítica de acordo com militares da corporação ouvidos pelo Correio do Estado, que por medida de segurança pediram para não terem os nomes divulgados.

Normalmente são apenas quatro viaturas de resgate para atender a cidade inteira. Porém, em dias melhores chegam a atuar seis viaturas. “Sempre falta, tá sempre arrumando algo. Quando tá funcionando todas, correm seis, o que ainda é pouco. O ideal seria muito mais”, disse um bombeiro.

A falta de viaturas para resgate, que atua em casos de acidentes com vítimas, por exemplo, reflete diretamente na demora do atendimento. A reportagem flagrou um acidente entre carro e moto na Avenida das Primavares, no Bairro Joqui Clube, esta tarde e as vítimas ficaram uma hora esperando. O socorro veio somente pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

“Viatura sempre falta, sempre falta uma ou outra. As vezes falta viatura de salvamento, falta resgate, falta as viaturas. Sempre tem alguma em manutenção”, disse o militar. A única viatura de resgate (AR) em circulação hoje é da área central. “Primeiro lugar é no Centra, o resgate de lá não pode faltar, é o que mais trabalha”, disse um bombeiro.

Para tentar resolver o problema, muitas vezes há rodízio de viaturas. “No Parque dos Poderes mesmo já teve resgate, tem épocas em que tem resgate. Mas na maioria do tempo não tem resgate. Quando está completo, completo, o Parque dos Poderes tem resgate. Mas aí, por exemplo, se o Coronel Antonino for ficar sem resgate dá preferência para o Parque ficar sem resgate e põe no Coronel Antonino”, disse outro militar ouvido pela reportagem.

A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros foi procurada e disse que não poderia responder os questionamentos da reportagem, por estar envolvida com a recepção dos 34 bombeiros do Distrito Federal que chegam hoje à Capital para fazer o controle dos incêndios no Pantanal.

 

Fonte.;Assessoria


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas