Banner
Segunda, 14 de Outubro de 2019 - 00:17
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757

Notícias


Concurso abrirá 350 vagas para a Guarda Civil

Data da publicação: 20/09/2019 à00 13:40


A Prefeitura de Campo Grande publicou no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta sexta-feira (20) a autorização para o concurso de provas para o ingresso ao cargo de Guarda Civil Metropolitano. A previsão inicial é de contratação de mais 350 guardas para cuidar da segurança da Capital.

De acordo com o secretário  Especial  de Segurança e Defesa Social, Valério Azambuja, a  razão da abertura do concurso é a reposição de 350 vagas para o cargo de Guarda Civil Metropolitano.

“No ano de 2012, trabalhavam na Prefeitura 1.480 Guardas. Muitos deles pediram exoneração para ocupar funções por passarem em cursos em outras instituições. Atualmente, a Prefeitura conta com 1120 homens na segurança para atender toda a demanda. Com este concurso, nós vamos repor esta força de trabalho para atender as demandas. Este concurso faz parte do processo de segurança implantado pelo prefeito Marquinhos Trad, no qual instalou e reformou novas bases nas sete regiões para cuidar da segurança da Capital”, explica Valério Azambuja.

A gerente de Recursos Humanos da Seges, Márcia Dourado, explica que uma comissão será constituída pela Secretaria Municipal de Gestão com a finalidade de executar os procedimentos referentes à realização do Concurso Público de Provas, conforme discriminado no art. 1º, observando os dispositivos da legislação vigente.

A comissão nomeada para realização de concurso público da carreira da Guarda Civil Metropolitana será integrada, necessariamente, por, no mínimo, um membro da carreira, um indicado pela entidade de classe representativa dos servidores da carreira e um representante do órgão central de gestão de pessoas do Poder Executivo.

A formação técnico-profissional dos membros da Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande visa a obtenção de conhecimentos teóricos e práticos para o desempenho eficiente das atribuições do cargo da carreira. O corpo docente da formação técnico-profissional será composto por instrutores que detenham capacidade técnica exigida na ementa prevista da formação.

A formação técnico-profissional terá como carga horária mínima, estipulada na Matriz Curricular Nacional para Guardas Municipais para a Formação em Segurança Pública, elaborada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP).

O currículo escolar de formação técnico-profissional estará estruturado em consonância com a matriz curricular de formação em segurança pública produzido pela SENASP, o qual terá acréscimos de matérias inerentes às atribuições do cargo, bem como informações sobre o funcionalismo público municipal. Parágrafo único. Será obrigatória, na formação técnico-profissional, uma quantidade mínima de 16 (dezesseis) horas para ministrar matéria de Ética, direitos humanos e Cidadania.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

A ação atende o objetivo 16 do compromisso feito pela Prefeitura de Campo Grande com a Organização das Nações Unidas, por meio dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ele tem como uma das metas: Reduzir significativamente todas as formas de violência e as taxas de mortalidade relacionada, em todos os lugares.

 

Fonte:Assessoria


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas