Banner
Quinta, 14 de Novembro de 2019 - 02:44
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757

Notícias


Retirada dos postes da Rua 14 de Julho deve levar uma semana

Data da publicação: 08/11/2019 à00 10:21


Começou na quarta-feira (6) a retirada dos postes de energia elétrica da rua 14 de Julho, em Campo Grande. Os trabalhos estão sendo executados por equipes da Energisa, concessionária responsável pela distribuição de energia elétrica em 74 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

Durante agenda pública nesta quinta-feira (7), o prefeito Marcos Trad (PSD) disse que 96 postes serão removidos. “Estamos conseguindo retirar de sete a oito postes ao dia”, destacou. Outros dez quilômetros de cabos também serão descartados.

A rede elétrica da via, que era aérea, passou a ser subterrânea. Durante todo o trabalho, o trânsito na quadra fica interditado. A previsão é que em uma semana os postes vão desaparecer do cenário da principal rua comercial de Campo Grande.

No trecho entre a Avenida Afonso Pena e a Rua Cândido Mariano, a intervenção será no final de semana, provavelmente no domingo, quando o fluxo de pedestres é bem menor. Todos os consumidores, com exceção de dois edifícios (a Galeria Dona Neta e o Edifício Sadalla), até esta quarta-feira já estão conectados à rede de energia.

Faltando menos de um mês para a entrega da nova rua 14 de Julho, 97% das obras já foram concluídas, segundo a Engepar Engenharia, empresa responsável pelas obras. Parte dos serviços já foram concluídos, como drenagem de águas pluviais e sistema de abastecimento de água, esgotamento sanitário e telecomunicações já estão prontos.

O paisagismo, que já teve mais da metade do trabalho executado, trará mais cor à via, com cerca de 180 unidades das espécies de árvores estão sendo plantadas: ipê amarelo, árvore da China, aldrago, ipê branco, pau mulato, erva mate, pau ferro, jacarandá mimoso, lafontera da Amazônia, fruta de tucano, ipê roxo e grandiuva.

A revitalização da 14 de Julho deve ser entregue em 29 de novembro. Após a conclusão dessa etapa, a prefeitura deve levar a frente de obras para as vias transversais de 14, e a previsão é começar os trabalhos em março de 2020. A nova etapa compreende o quadrilátero entre as Rua Padre João Crippa e Avenida Calógeras e as avenidas Fernando Corrêa da Costa e Mato Grosso. A obra deve seguir o padrão estabelecido na 14 de Julho para a revitalização e modernização do Centro da Capital.

 

Fonte:Assessoria


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas