Banner
Sexta, 22 de Novembro de 2019 - 23:28
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757

Notícias


Se chuva continuar, operação de combate a incêndios no Pantanal pode ser encerrada

Data da publicação: 08/11/2019 à00 13:15


As próximas 48 horas serão decisivas para a operação de combate aos incêndios florestais no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Se a chuva continuar caindo na região e novos focos de queimadas não surgirem durante esse período de vigilância, os trabalhos poderão ser encerrados e as equipes voltarão para casa.

O tenente-coronel Waldemir Moreira Júnior, chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros, disse que a precipitação acabou com todas as chamas que ainda ardiam na região. “Aumentando a umidade da vegetação, o local ficará em segurança”, afirmou.

Ele confirmou também a morte da jaguatirica resgatada debilitada em uma área atingida pelo fogo. “Nossa viatura estava transportando o animal silvestre da fazenda São Paulino para a base da Polícia Militar Ambiental de Rio Negro. Havia muita chuva no local quando a viatura chegou na base. Ela não resistiu”, contou o bombeiro.

QUEIMADAS

Corumbá permanece em primeiro lugar no ranking nacional de queimadas de todo o Brasil, acumulando 5.969 focos este ano, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em três dias, os casos totais aumentaram 5% – no domingo (3) eram 5.698 registros este ano.

Porém, desde terça-feira (5), chove na região e os dados mostram uma queda nos focos ativos, que estavam em 70 e passaram para 20 na quarta-feira (6). Porto Murtinho é o 10ºC em focos acumulados, com 1.451.

A queimada já atingiu e dizimou 156 mil hectares de vegetação nativa do Pantanal. O tempo continua chuvoso pelo menos até domingo, conforme o meteorologista Natálio Abrahão. A previsão geral é de que em novembro seja restabelecido o ciclo de chuvas do Estado, cujo início está atrasado há mais de 20 dias.

Segundo informações do governo de Mato Grosso do Sul, a Operação Pantanal 2, coordenada pelo Corpo de Bombeiros do Estado, conta com um contingente de 170 homens e cinco aeronaves. O efetivo foi reforçado ontem com a chegada de 38 bombeiros da repartição do Distrito Federal.

 

Fonte:Assessoria


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas