Banner
Sexta, 13 de Dezembro de 2019 - 02:02
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757

Notícias


Federação de Futebol de MS cancela jogo da SEP x Maracaju

Data da publicação: 29/11/2019 à00 13:39


A Federação de futebol do Mato Grosso do Sul, através de seu vice-presidente e coordenador técnico de competições Marcos Tavares, divulgaram no site da entidade o comunicado VP nº 016/2019 a respeito de adiamento de jogo da série B.

Neste comunicado Marcos Tavares informa que devido ao fato de Maracaju continuar impedido de sediar jogo em seu estádio, o Prata Braga, mais conhecido por ‘Loucão’, suspendeu a partida entre Maracaju x SEP, que deverá ser realizado em outra data e, em um estádio que tenha as autorizações para receber evento deste porte.

Falando com exclusividade ao site Pontaporainforma.com.br, Marcos Tavares informou que o que queria alguns diretores das duas equipes não pode acontecer, ou seja, realizar o jogo no estádio Aral Moreira em Ponta Porã, pois seria ‘inversão’, e isso fere o estatuto do torcedor e não pode acontecer. Para ele o jogo tem que acontecer em um estádio com todas as autorizações pedidas pelo Ministério Público Estadual, e o estádio com essas autorizações mais próximo, é na cidade de Nova Andradina.

Para o presidente da SEP, Geneci Bezera, foi feito um acordo de cavalheiros entre ele e o representante legal, o professor Loti, mas de acordo com Tavares, a lei é clara, não pode ser feito, e perante a lei não existe acordo de cavalheiros, existe a lei e tem que ser cumprida.

Esse cancelamento está causando um grande transtorno, uma vez que alguns familiares dos jogadores vieram das suas cidades de origem para assistir o jogo; também tem a situação dos jogadores que são de fora da cidade e até do estado, e após a partida estariam retornando as suas cidades de origem, pois acaba neste final de semana o vínculo com o clube.

Tavares chegou até nos dizer que a "SEP só está jogando porque a Federação entrou com um bom recurso para que a equipe pudesse jogar o campeonato".

Uma coisa é certo: se o jogo não poderia ser realizado em Ponta Porã, o próprio Tavares como vice-presidente da entidade e coordenador do evento, já deveria estar sabendo, e no momento que foi informado do que estava acontecendo, poderia ser contra, e de imediato marcar o jogo para Nova Andradina no estádio Andradão e pronto, nada mais poderia se discutir.

Fonte:Assessoria


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas