Banner
Sexta, 13 de Dezembro de 2019 - 02:36
Jornalista Resp.: Cezar Miranda - Diretor: Karlos Bernado - Telefone: (67) 9677-0757

Notícias


Menino morre de meningite e pai diz que vai processar município

Data da publicação: 30/11/2019 à00 08:58


Unidade de Pronto Atendimento, onde pai afirma que filho foi atendido, mas não passou por exame (Foto: 94 FM)

Menino de seis anos de idade morreu na manhã de hoje (29) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, e a causa da morte foi meningite. O pai da criança denuncia falha no serviço de saúde da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul e promete processar o município.

A criança morreu no HU (Hospital Universitário) da UFGD (Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados), mas antes foi levado pelos pais à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e ao posto de saúde da Seleta, no Jardim Flórida.

À rádio 94 FM, o pai disse que ontem cedo e o filho começou a reclamar de fortes dores no estômago, na cabeça e nas pernas e tinha ânsia de vômito. Primeiro foi levado até a UPA e depois ao posto de saúde. Entretanto, segundo o morador, em nenhum desses locais o menino passou por exames para saber a causa do problema.

Morador na comunidade Ouro Fino, bairro afastado do centro, o homem disse que no posto de saúde da Seleta o menino foi medicado e liberado, já que, segundo os atendentes, ele estava com virose.

Como o menino continuava reclamando de dores, foi levado de madrugada para o HU, onde morreu por volta de 6h de hoje. A causa da morte foi diagnosticada como meningite, doença causada por vírus, bactérias, fungos, parasitas ou complicações de outras doenças.

O menino era aluno da Creche André Luiz, onde equipe da Vigilância Sanitária esteve hoje logo após ser confirmada a causa da morte para acompanhar a situação dos outros estudantes. A instituição divulgou nota lamentando a morte da criança e orientando os pais a procurar atendimento em caso de sintomas semelhantes.

O Campo Grande News procurou a secretária municipal de Saúde Berenice Machado Souza para saber sobre o atendimento ao menino na UPA e no posto de saúde, mas não obteve resposta.

 

Fonte:Assessoria


Busca
Vídeos
Último evento
Entrevistas