Unidade de Urgência e Emergência da UCP capacita policiais paraguaios

Unidade de Urgência e Emergência da UCP capacita policiais paraguaios
Unidade de Urgência e Emergência da UCP capacita policiais paraguaios

 

Dezenas de agentes da Polícia Nacional do Paraguai de diversas comissarias de Pedro Juan Caballero receberam recentemente um treinamento de primeiros socorros ministrado pela Unidade de Urgência e Emergência da Universidade Central do Paraguai (UCP). Embora o socorro de vítimas de acidentes, casos clínicos ou de crimes não seja atribuição dos homens da Polícia Nacional, muitas vezes eles são os primeiros a chegar nos locais de ocorrência e com o treinamento recebido eles proteger a vítima contra maiores danos, até a chegada do atendimento especializado.

“É importante que as pessoas tenham conhecimento acerca desse atendimento, isso pode salvar muitas vidas. Mostramos a eles os procedimentos básicos manter a calma, verificar a posição da pessoa atingida, e o mais importante, agir de forma a não agravar ainda mais as lesões, até a chegada do socorro especializado que fará a estabilização da vítima e o preparo necessário para o transporte até o centro de saúde”, disse a responsável pela Unidade de Urgência e Emergência da UCP, Nayara Nuñez

A capacitação foi realizada na própria universidade e os participantes do curso tiveram à disposição todos os equipamentos que são utilizados nas unidades móveis da UCP que auxiliam no atendimento diário da população pedrojuanina em apoio, quando necessário, ao Corpo de Bombeiros Voluntários Amarelo e Azul que são os responsáveis pelo atendimento urgência e emergência prestando um grande serviço em toda região de fronteira.

De acordo com o criador do curso de medicina em Pedro Juan Caballero, Carlos Bernardo, parcerias como estas melhoram a qualidade do servido prestado para a população e ajudam a salvar vidas. “Uma única pessoa salva por estes policiais que foram capacitados neste curso já justifica a carreira profissional deles e a nossa missão como instituição de ensino superior na área de saúde. A vida não tem preço”, disse Carlos Bernardo.